Intoxicação alimentar, detecção, tratamento e prevenção

Uma Intoxicação alimentar é uma doença que se produz quando comemos alimentos contaminados por vírus, bactérias ou parasitas, e a contaminação se costuma dar se os alimentos não estão bem conservados ou não têm sido manipulados adequadamente. O verão e o calor favorecem a estes microrganismos de maneira que é nesta época quando devemos especial atenção no que ingerimos.
Intoxicacao alimentar
Os sintomas são muito similares em todos os processos: costuma dar dores gastrointestinais aguda com vômitos, diarreias e mal-estar geral que pode ir acompanhado de febre em alguns casos. O contágio pode chegar através da água, dos utensílios de cozinha, dos alimentos ou inclusive por via respiratória em alguns casos. Há muitos tipos de intoxicação alimentar, mas as três mais frequentes são:

* Salmonela. Contraem-se através de produtos contaminados como ovos, carnes de ave, leite sem ferver, gelados, maioneses… Apresenta um período de incubação dentre 6 e 72 horas começando com dor abdominal, náuseas, vômitos, diarréia e febre elevada. A fase aguda pode durar 2 dias e a recuperação completa 7 dias.
* Intoxicação por estafilococos, microrganismos presentes no ambiente, nas vias respiratórias, na pele… Os alimentos afetados são alimentos esquentados (carnes, presunto, frango, bacon), bolos de creme e saladas. No homem produz gastrenterites aguda começa de forma rápida, às 2 ou 3 horas da ingestão e cuja recuperação se produz entre 1 e 3 dias.
* Intoxicação por Clostridium Perfringens, que são toxinas produzidas por bactérias, sobretudo em carnes vermelhas e aves. Entre 8 e 24 horas aparece um quadro de gastrenterites aguda com diarréia severa sem febre, de curta duração e com boa recuperação.

A Organização Mundial da Saúde tem apresentado uma série de medidas para a prevenção deste tipo de doenças que, se observam corretamente, nos permitem evitar:

1. Carnes, pescados, ovos e produtos de confeitaria devem estar refrigerados ou congelados. Prestar especial atenção quando comemos fora.
2. Lavar os ovos imediatamente dantes de seu uso.
3. Consumir os alimentos descongelados nas seguintes 3 horas.
4. Não deixar os alimentos já cozinhados a temperatura ambiente.
5. Manter uma higiene vigiada em mãos, roupas, utensílios de cozinha ou qualquer outro que esteja em contato com os alimentos.
6. Evitar que os alimentos estejam em contato com animais de companhia, insetos ou roedores.
7. Vigiar que a água que consumimos seja potável, além de para beber, para a limpeza dos utensílios e as mãos.
8. Não consumir alimentos de bares e restaurantes que não estejam protegidos por vitrinas ou bem refrigerados.

Leia também os artigos Relacionados

  • Dicas para ter ossos fortes e saudáveis
  • O estresse pode influenciar no aparecimento de certos trastornos alimentares
  • Causa, tratamento e prevenção de cãibras
  • PROGRAMA LUNDBECK DESCONTO MEDICAMENTOS, WWW.PROGRAMALUNDBECK.COM.BR
  • Tratamento da diabete
  • Deixe o seu Comentário