• Nozes, pequenas mas poderosas

    nozes-castanhasAs nozes são relativamente ricas em gorduras, por isso costumamos as excluir das dietas quando o que se tenta abaixar os níveis de gordura.

    No entanto, está cientificamente comprovado que, apesar do alto conteúdo de gordura que possuem, seus ácidos graxos são monoinsaturados. Demonstrou-se que ao substituir os ácidos graxos saturados por ácidos monoinsaturados ou poliinsaturados, podem diminuir os níveis sanguíneos de LDL, o famoso colesterol “ruim”.

    Mas as nozes também possuem outras qualidades: quase todas elas – amendoas, castanha de cajú, castanha do Pará e avelãs  – são uma excelente fonte de antioxidantes como a vitamina E e selênio. A noz e o azeite de noz são também boas fontes de omega 3, associado com a redução das doenças do coração. Por último, estas pequenas delícias têm o poder de dar-nos uma sensação de saciedade que poderia prevenir a mastigação ansiosa e o aumento de peso.

    Uma ponto negativo das nozes – seu alto conteúdo calórico, como já vimos – é que podem produzir alergias. Estima-se que 1 em cada 200 pessoas são afetadas, ainda que seja levemente, por esta alergia.

    Por isso é importante consultar seu médico ou nutricionista para que possa implementar em sua alimentação essa fonte de gorduras benéfica quando ingerida moderadamente.

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *