As dietas milagrosas: fuja delas

Esse é o conselho que oferecem todos os nutricionistas e endocrinologista assim que escutam as publicidades a respeito das “dietas milagrosas”, essas que oferecem perder peso  milagrosamente em muito pouco tempo.

A cada ano, as associações de profissionais deste campo mobilizam-se, quando chega o verão pois nele aumenta a obsessão pelos corpos perfeitos. Eles dão enfase nos perigos que implicam os métodos que prometem perder peso de forma rápida, sem esforço e que carecem do menor fundamento nutricional  e que podem ser muito prejudicial para a saúde.

dieta

Mas qual são essas dietas milagrosas? Ainda que não há uma classificação nem nada parecido, uma revista americana publicou recentemente uma catalogação delas, dividindo em três grupos:

1.- Dietas de baixo valor energético (entre 400 e 1.000 Kcal/dia): Como seu nome indica, são dietas que se baseiam em consumir poucas calorias ao dia. De fato, muito pouca, segundo os especialistas. Promove-se um consumo quase exclusivo de vegetais, com quantidades em ocasiões ridículas, de alimentos proteicos (carnes, peixes e ovos) e de azeite. Pode produzir alterações gastrointestinais, tonturas e outros sintomas, já que não cobre as necessidades básicas de uma pessoa.

2.- Dietas pobres em carboidrato e ricas em gorduras: Estas promovem o consumo de carne, embutidos, queijos, ovos, manteiga e outros alimentos gordos, limitando as massas e arrozes. Prometem, como todas, resultados rápidos, mas o que podem provocar são tonturas e fadiga, risco de desidratação, taxas elevadas de colesterol, triglicérides e ácido úrico.

3.- Mono-dietas e dietas “pitorescas”: Essa cabe quase todas. Daqueles que promovem um determinado alimento, com qualidades quase mágicas, até aquelas que incluem alimentos exóticos ou, inclusive, “a dieta do humor”, que vá saber em que consiste.

balançaEm definitivo, um conjunto de dietas supostamente milagrosas  podem acabar  nos prejudicando seriamente. A Associação de Nutricionistas  publicou um pequeno texto para distinguir este tipo de dietas:

Quando desconfiar de uma dieta

* Não especifica com clareza a quantidade, o número de porções e a frequência de consumo dos diferentes alimentos que inclui a dieta.
* Não especifica se a quantidade de alimento indicada se refere a alimento cru ou cozido, de modo que a pessoa interpreta a leitura segundo sua conveniência ou seu conhecimento e entendimento.
* Não indica o número de vezes ao dia.
* Proíbe a ingesta de um grupo de nutrientes.
* Promete perdas de bastante peso em pouco tempo.

Leia também os artigos Relacionados

  • Dieta do grupo sanguineo
  • Como emagrecer
  • Erros comuns ao fazer dieta
  • O que são as estrias?
  • Como começar uma dieta para emagrecer
  • Deixe o seu Comentário